Votos do utilizador: 1 / 5

Estrela ativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Desta vez o alvo não foi a equipa de árbitros
A invasão de terreno de jogo por uma pessoa que não estava ligada a qualquer clube que estava a competir, aconteceu no Pavilhão Municipal de Santa Cruz do Bispo num jogo do Campeonato Distrital Júnior “B” da AF Porto, entre o Santa Cruz FC e o GD Cem Paus.

Decorria o sexto minuto do jogo entre estas duas equipas que disputam a Série 1 da Divisão de Honra, quando uma pessoa que não foi identificada por qualquer um dos clubes em jogo, invadiu o terreno de jogo, para tentar agredir um atleta da equipa da casa, que só não se chegou a via de factos por intervenção do delegado de segurança que agarrou o indivíduo e o retirou do terreno de jogo.
A dupla de árbitros, que são duas jovens, ao verem esta situação não continuaram até a presença da força policial, já que foi um jogo sem policiamento. Como a força policial não chegou o jogo foi mesmo interrompido aos seis minutos numa altura que as equipas estavam empatadas a zero.
Desta feita esta situação possivelmente não aconteceria se a segurança do jogo estivesse ao encargo de uma força policial e se acontecesse o infractor seria detido pela força policial e o jogo continuaria.
Pergunta-se, tendo em conta os valores que o policiamento nas camadas jovens comportam, não seria tempo de os clube começarem a pensar colocar policiamento em vez dos delegados de segurança?

Nota:
A foto representada não pertence ao jogo em causa.

Não possuí direitos para inserir comentários

Futsal Porto Distrital

Copyright © 2016. All Rights Reserved.