Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Apenas uma divisão com séries no sénior Feminino
Ao abrigo do trabalho apresentado pela Comissão de Estudo para o Futsal na AF Porto, vamos apresentar e dar a nossa visão do que foi apresentado pela comissão que determinou que seria mais benéfico terminar com duas divisões no Campeonato Distrital Feminino da AF Porto, para além disso o campeão será apurado numa final a duas mãos.

Numa primeira fase pretendem dividir as equipas em séries de oito equipas prevendo-se uma competição com vinte e quatro equipas, série essas que seriam disputadas a duas voltas com vinte e cinco minutos cada parte.
Numa segunda fase os dois primeiros classificados de cada série, mais os dois melhores terceiros classificados, seriam divididos em dois grupos de quatro e disputavam jogos entre si a duas voltas (cronometrados [20+20]) para apurar o primeiro classificado de cada série.
A terceira fase seria uma final a duas mãos entre os vencedores de cada grupo para apurar o campeão, estes dois jogos também seriam cronometrados.
As restantes equipas que não se apuraram, disputarão em grupos de três equipas as suas classificações finais.
As seniores passarão de duas para uma divisão que terá esta denominação:
* Divisão D’Elite Pró Nacional 


OBRIGATORIEDADE DE FORMAÇÃO:
Divisão D’Elite Pró Nacional – Uma equipa caso se apure para a segunda fase campeão


TEMPO DE JOGO:
Divisão D’Elite Pró Nacional:
– 1º Fase e jogos de melhor classificação: 50 minutos tempo corrido (25+25)

– 2º Fase Apuramento para a Final: 40 minutos cronometrados (20+20)
– Final: 40 minutos cronometrados (20+20)

QUADROS COMPETITIVOS – DIVISÃO D’ELITE PRÓ NACIONAL
1ª FASE REGULAR:
Número de equipas: ????

Número de equipas por série: 8 Equipas
Total de Séries: ????
Jornadas: 14 (7+7)
Jogos por jornada: 4

2ª FASE DE APURAMENTO PARA A FINAL:
Número de equipas: (8 Equipas) Os  melhores classificados de cada série.

Total de Séries: 2
Jornadas: 6 (3+3)
Jogos por jornada: 2

3ª FASE DE APURAMENTO DE CAMPEÃO:
Número de equipas: (2 Equipas) Os 1ºs classificados de cada série 

Jornadas: 2 (1+1)
Jogos por jornada: 1

TAÇA SÉNIOR FEMININA AF PORTO
Esta competição prevê que as equipas que não se apuraram para a 2ª Fase de Apuramento para a Final e depois de disputarem as quatro jornadas para a melhor classificação, fiquem a aguardar que as que não consigam chegar à final após disputarem a 2ª Fase de apuramento para a final se juntem a elas.

A primeira fase da Taça seria uma fase de grupos com seis equipas cada que jogarão a duas voltas e onde se apurarão as oito melhores equipas para os quartos de final, as vencedoras dos quartos passarão para as meias finais e as vencedoras jogarão a final, todos os jogos a uma mão na fase a eliminar.

O nosso comentário
CAMPEONATO DISTRITAL SÉNIOR FEMININO – Somos defensores de que se deva eliminar a segunda divisão, mas não nestes moldes, pois não defende a competitividade nem sequer privilegia a equipa mais regular.

Nesta altura não sabemos quantas equipas vão competir no Campeonato Sénior Feminino, mas até vinte equipas sou a favor da primeira fase ser dividida em duas séries, ou seja cada série poderia ter um máximo de dez equipas, no caso de haver mais de vinte equipas, passaria a ter três séries, de sete, oito, nove ou mesmo dez equipas.
Aqui penso que não haverá desacordo, o meu primeiro desacordo é que a primeira fase deveria ser apenas a uma volta com tempo corrido (25+25), porque não é necessário haver duas voltas para definir as melhores, as menos melhores e as medianas.
Ou seja, esta primeira fase teria o número de jogos mediante o número de cada série, se fosse de dez equipas, seriam nove jogos, se fossem nove equipas seriam oito jogos, se fossem oito equipas seriam sete jogos.
No entanto concentremo-nos que seriam vinte e quatro equipas, após esta primeira fase a uma volta, as equipas seriam divididas em grupos de oito, ou seja as oito melhores classificadas disputariam a Fase de campeão com tempo cronometrado (20+20), jogando entre elas a duas voltas e o campeão seria a equipa que terminasse na primeira posição, ou seja com este tipo de competição privilegiava-se a regularidade e não apenas o momento e o campeão chegava à Taça Nacional com mais de vinte e um jogos sendo catorze jogos cronometrados e competitivos.
As outras equipas eram divididas em grupos de oito equipas mediante as classificações obtidas na primeira fase em que se intitulava estas competições de Divisão de Honra, 1ª Divisão.
Com este método todos as equipas que não iam à Taça Nacional terminavam as fases do Campeonato na mesma altura, não havendo necessidade de equipas pararem a competição à espera que quem disputasse a Fase de campeão terminasse a mesma e assim poderem iniciar a Taça Sénior Feminina.
Aos vencedores destas sub-divisões atribui-se um troféu.

TAÇA SÉNIOR FEMININO AF PORTO
Muito bem é aceitável a fase de grupos na base de seis equipas cada, no entanto, mantendo a mesma versão inicial de vinte e quatro equipas mas que duas foram à Taça Nacional passariam a ser vinte e duas equipas o que se formaria quatro grupos, dois com seis equipas e dois com cinco equipas.

A formação dos grupos seriam deste modo, nos grupos de seis equipas casavam-se duas da Fase de Campeão, duas da Divisão de Honra e duas da 1ª Divisão, e nos grupos de cinco equipas seriam, uma da Fase de Campeão, duas da Divisão de Honra e duas da 1ª Divisão, com isto dava-se a hipótese das equipas com menos atributos voltassem a jogar com equipas com outras capacidades e tentarem evoluir jogando contra as melhores.
Após esta fase que daria dez jornadas as oito melhores classificadas passariam à fase a eliminar ou seja aos quartos-de-final até chegar à final, que poderia ser concentrada num fim-de-semana, jogando-se as meias-finais e final.

Não possuí direitos para inserir comentários

Futsal Porto Distrital

Copyright © 2016. All Rights Reserved.