Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Obrigatório a partir de que escalão?
Uma “gaffe” nos Regulamentos Especiais dos Campeonatos Distritais do Escalão Júnior da 1ª  e 2ª Divisão, levaram equipas a não requisitar policiamento e o que seria natural era essas equipas perderem os jogos por falta de policiamento, mas os jogos estão a ser reagendados e porquê?

Na Circular Nº 1 (que todos os dirigentes devem ler), no Capítulo 7 – Planeamento de Provas de Futsal (pág. 29) no ponto 3 – Jogos com isenção de Policiamento, diz o seguinte:
Estão isentos da presença de policiamento os jogos de Juniores “B” – Juvenis e inferiores, assim como todas as competições distritais de Futsal Feminino, salvo os que eventualmente venham a ser obrigados pelos regulamentos. No entanto, os jogos das competições referidas carecem da presença de pelo menos dois (2) Delegados de Apoio à Organização do (s) jogo (s), devendo pertencer aos Corpos Sociais do Clube para que disponham de Seguro Desportivo de Grupo nos termos da Lei.

Assim sendo o policiamento no futsal masculino é obrigatório nos Campeonatos Juniores “A” e Seniores, só que no Regulamento Especial do Campeonato Distrital Júnior “A” da 1ª Divisão na Rúbrica Organização de Jogos, no “ponto 01.08 - É da inteira responsabilidade do Clube considerado visitado a organização do jogo, a saber:”, diz o seguinte:
a) Policiamento (se obrigatório);
b) Delegados de Apoio ao jogo (na ausência da anterior alínea), sendo que para este caso é obrigatório que o elemento que fará a função de Delegado de Apoio ao jogo seja membro dos corpos sociais e esteja devidamente inscrito na A.F. Porto (cartão/licença e seguro desportivo).

No Regulamento Especial do Campeonato Distrital Júnior “A” da 2ª Divisão na Rúbrica Organização de Jogos, já é um pouco diferente e no “ponto 01.08 - É da inteira responsabilidade do Clube considerado visitado a organização do jogo, a saber:”, diz o seguinte:
a) Policiamento (se necessário);
b) Delegados de Apoio ao jogo (na ausência da anterior alínea), sendo que para este caso é obrigatório que o elemento que fará a função de Delegado de Apoio ao jogo seja membro dos corpos sociais e esteja devidamente inscrito na A.F. Porto (cartão/licença e seguro desportivo).

Ou seja, tendo em conta a Circular Nº1 o que deveria dizer na alínea a) seria: Policiamento (obrigatório);

É esta gaffe que faz com que o Conselho de Disciplina ordene a remarcação dos jogos que não foram realizados por falta de policiamento, já aconteceu na 1ª Divisão Distrital no jogo da 2ª Jornada entre o FC Unidos Pinheirense e Póvoa Futsal C. e certamente irá acontecer no jogo da 1ª Jornada da 2ª Divisão Série 1 entre a AR Restauradores do Brás Oleiro e GCR Vermoim.

No entanto face ao que foi despoletado convém as equipas manter a responsabilidade e requisitar o policiamento para os seus jogos de escalão Júnior e Sénior.
Relativamente às equipas de arbitragem que se negaram a realizar o jogo, cumpriram o que estava estipulado e as indicações que receberam, não cabendo a elas responsabilidades pela não realização dos jogos que não se realizaram. 

Não possuí direitos para inserir comentários

Futsal Porto Distrital

Copyright © 2016. All Rights Reserved.