Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Sem invenções, procuraremos ser fieis a nós próprios
Miguel Pereira que chegou ao clube a meio de novembro, vindo de uma outra realidade (1ª Divisão Distrital), já conheceu todos os resultados possíveis nos jogos que realizou e reconhece, “o enorme valor das equipas que já defrontamos”, mesmo, “na vitória com o Cem Paus, o jogo foi muito equilibrado”, considerando que o equilíbrio, foi a, “nota constante nos três jogos que já disputei desde que cheguei”.

O treinador considera que as equipas deste campeonato, “são de uma enorme competência”, chegando a esta conclusão após ter chegado à CCD Ordem e depois de, “tentar obter o máximo de conhecimento sobre todos os nossos adversários”.
Sobre o jogo com a JD Gaia, considera que, “cada jogo é um jogo com total exigência”, que olhar para a tabela classificativa, “vale muito pouco”, e a deslocação a Gaia, “não será excepção”.
E confessa que estão focados, “naquilo que tem sido a assimilação de novas ideias, sem invenções, procuraremos ser fiéis a nós próprio, cientes da qualidade do Gaia”, e diz-se, “preparados para tudo, sem desculpas de jogadores lesionados ou impossibilitados de dar o contributo à equipa, vamos a jogo”.
Miguel Pereira desde que chegou tem tido algumas ausências, “disseram-me que eram jogadores importantes, mas como pouco ou nada têm treinado, nem chegam a ser ausências”, acreditando nos atletas que desde a sua primeira hora, “têm trabalhado imenso e me receberem de forma fantástica”, considerando haver uma boa empatia, “com os atletas disponíveis e esses SIM, é que são os mais importantes”.