Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Águas Santas ameaça liderança do Póvoa Futsal
O líder Póvoa Futsal perdeu, na oitava jornada, os primeiros pontos na Divisão de Elite e viu o vice-líder Águas Santas aproximar-se.

Ao cabo de oito jornadas, terminou a série consecutiva de vitórias do Póvoa Futsal. Os poveiros empataram, em casa, frente ao Académica de Leça (2-2). Aproveitou o Águas Santas para se aproximar da liderança. Na Póvoa de Varzim, numa partida (mais uma na A.F. Porto) sem cronometrista, os da casa foram os primeiros a marcar por Fuka. Os leceiros reagiram e empataram por Pedro Lopes. A formação orientada por André Crud ainda se voltou a colocar em vantagem, por intermédio de Miguel Brando, mas, num penálti muito duvidoso, Paulo Campos restabeleceu a igualdade, resultado que subsistiu até ao final do encontro.
Também em casa, o vice-líder Águas Santas derrotou o Fonte Moura (4-2) e está agora com apenas menos um ponto conquistado que o Póvoa Futsal. A equipa da casa até entrou mal na partida e a meio da primeira parte perdia por 2-0, com bis do capitão dos portuenses Tiago. A formação orientada por Óscar Rosas retificou, foi mais pressionante, e ainda antes do intervalo reduziu por Teixeira. Na segunda parte, o Águas Santas entrou forte e colocou o marcador novamente empatado, por Paulinho. De seguida, na sequência de um canto estudado, Fabu carimbou a reviravolta. A cerca de três minutos do fim, Dani estabeleceu o 4-2 final. Vitória justa.
Depois se quatro jogos sem vencer, o Gramidense Infante regressou aos triunfos ao vencer, em casa, num dérbi gondomarense, o ‘lanterna-vermelha’ Balantuna, orientado interinamente por Manel Zé (o ex-adjunto de João Lourival, anterior técnico do Balantuna, orientou apenas a equipa neste jogo, tendo entrado entretanto Jorge Santos para os comandos da equipa), por 5-2. A equipa da casa cedo se colocou em vantagem por Zé Marau, após defesa incompleta do guarda-redes contrário. No entanto, num lance de bola parada, o Balantuna restabeleceu o empate. A igualdade no marcador durou pouco tempo, pois Nélson, numa rápida transição ofensiva, recolocou o Gramidense em vantagem. Ainda antes do intervalo, Diogo Dias fez o 3-1 para os visitados. Na segunda parte, entrou melhor o Balantuna, mas foram os da casa a aumentar a vantagem, numa altura em que os visitantes estavam em inferioridade numérica por expulsão de um jogador, por Bruno Prata. Na marcação de um livre de 10 metros, o Balantuna reduziu para 4-2, mas Nélson, numa jogada individual, anotou o bis e estabeleceu o 5-2 final. O Gramidense é quarto, atrás da Juventude de Gaia (folgou nesta jornada).
Segue-se na tabela classificativa o Sangemil que venceu, fora de casa, o Paços de Ferreira (3-4), numa partida sempre muito disputada, mas em que os forasteiros estiveram sempre por cima no marcador. Pelo Sangemil marcaram Luís (bisou), Xavi e Tsubasa. Os pacenses estão em zona de despromoção.
Também abaixo da ‘linha de água’ está o Cem Paus que nesta ronda perdeu, por 7-3, na deslocação a Vermoim. Os golos dos gaienses foram marcados por Beleza e João, que bisou. 
Para terminar, destaque para a vitória – a terceira consecutiva – caseira da Ordem sobre o S. Pedro de Fins (3-2).
O Cohaemato vs. Granja não se realizou (adiado) por humidade no piso do pavilhão.