Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Boavista a três triunfos da glória
Axadrezados averbaram a décima vitória consecutiva e estão a três de conquistar a Divisão D’Elite 17/18. O S. Pedro Fins aproveitou o empate do Retorta para regressar à vice-liderança.

O líder Boavista recebeu e venceu a Académica de Leça (5-3), em partida referente à décima nona jornada, averbando o décimo triunfo seguido, e está cada vez mais próximo de conquistar o título. Bom jogo das duas equipas, com as panteras a entrarem melhor e a colocarem-se em vantagem (2-0). A Académica de Leça reagiu e reduziu para 2-1. Ainda antes do intervalo, numa transição – após lance de perigo dos leceiros –, os boavisteiros fizeram o 3-1. Na segunda parte, os golos apenas apareceram nos últimos dez minutos (de grande emoção), com os leceiros a chegarem à igualdade. Os forasteiros tiveram depois oportunidade de se colocarem em vantagem, mas a bola vai à barra. Na jogada seguinte, penálti para o Boavista e 4-3. A cinco segundos do fim, já com a Académica de Leça a jogar de 5x4, num roubo de bola, o Boavista faz o 5-3 final. Marcaram pelo Boavista: Rui Baltar (dois), Miguel Saraiva, Alex e Sílvio Moreira.
A vice-liderança regressou ‘às mãos’ do S. Pedro Fins que venceu, em casa, o Estrelas Vasco da Gama (5-3, com golos de André Pessoa, João Santos, César Coelho e Orlando Coelho, que bisou) e aproveitou o empate do Retorta em Águas Santas (3-3). Numa partida com duas partes distintas, o Retorta foi superior e dominador na primeira parte e, apesar da equipa da casa ter enviado duas bolas ao poste, o resultado de 0-2 pecava por escasso ao intervalo. Na segunda parte, logo nos minutos iniciais, o Retorta faz o 0-3 e, curiosamente, a partir desse momento o jogo mudou radicalmente. O Águas Santas, como habitual quando se encontra em desvantagem, apostou no seu 5x4, numa estrutura muito bem trabalhada. Em duas bolas paradas, pontapé de grande penalidade e livre, os da casa conseguem reduzir para a diferença mínima. Numa ou noutra situação, o Retorta também podia ter finalizado com sucesso os roubos de bola efetuados ao adversário no nosso meio campo defensivo, mas foram os visitados a chegar ao empate em mais uma organização ofensiva de 5x4, finalizada com êxito ao segundo poste. Pelo Águas Santas marcaram Diogo (bis) e Dani. Pelo Retorta, Fonseca também bisou, beneficiando ainda de um autogolo.
A quarta posição é agora ocupada pelo Balantuna por troca com o Sangemil (CAS), precisamente o seu adversário da jornada (7-4). Ao intervalo, a equipa da casa já vencia por 3-0. Na segunda parte, a perder o CAS subiu as linhas de marcação, teve mais posse de bola, mas foi o Balantuna a ampliar a vantagem. O CAS aposta de imediato no 5x4, reduz para 4-1, mas sofre depois o 5-1 (livre). Com o vencedor da partida praticamente encontrado, ainda houve tempo para mais cinco golos (dois do Balantuna e três do CAS) até ao 7-4 final. Toka (hat-trick), Pedro (bis), Diogo e Patrick marcaram os golos da vitória do Balantuna.
Num dérbi gaiense entre duas equipas a lutar pela manutenção (mais aflito o Jaca), o Cem Paus foi a casa do Jaca vencer por 4-1.
Finalmente, nas restantes partidas duas goleadas caseiras de Cohaemato e Lousada sobre Fonte Moura (10-2) e Revela Desafios (7-1), respetivamente.

Não possuí direitos para inserir comentários

Futsal Porto Distrital

Copyright © 2016. All Rights Reserved.