Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Boavista mais perto do título
Na jornada dezassete, o S. Pedro Fins voltou a marcar passo na Divisão D’Elite, ao perder, em casa, frente à Académica de Leça. Aproveitou o líder Boavista para se destacar – ainda mais – no topo da tabela.

O Boavista está cada vez mais perto do título e do consequente regresso aos nacionais. Na Décima sétima jornada, os axadrezados alcançaram, em casa, frente ao ‘lanterna-vermelha’ Revela Desafios, a décima sexta vitória no campeonato (6-2, com golos de Rui Baltar, João Guedes – que bisaram –, Pincha e José Soares) e aproveitaram da melhor forma novo deslize do S. Pedro Fins.
A formação maiata perdeu, na condição de visitada, frente à Académica de Leça (2-3), num bom jogo de futsal entre duas equipas bem organizadas. Na primeira parte, os leceiros estiveram melhor, criaram várias oportunidades de golos, e estiveram a vencer por 2-0. No entanto, nos minutos finais do primeiro tempo, a equipa da casa acabaria por restabelecer a igualdade na conversão de dois livres de dez metros (apontados por André Pessoa). A segunda parte foi repartida com as defesas a superiorizarem (quase) sempre aos ataques. O golo da vitória da equipa orientada por Paulo Correia aconteceria a dez segundos do final, na conclusão de uma jogada de contra-ataque.
Cada vez mais perto da vice-liderança está o Retorta, que somou, em casa do Estrelas Vasco da Gama, a décima vitória consecutiva (2-8), tendo agora apenas menos dois pontos conquistados que o S. Pedro Fins. Numa partida quase sempre dominada pelo Retorta (mais bola e mais oportunidades de golo), ao intervalo o empate a duas bolas castigava a ineficácia dos visitantes. Na segunda parte, o Retorta manteve o domínio e, sensivelmente a meio da etapa complementar, chegou a uma vantagem de dois golos (2-4). O Estrelas Vasco da Gama apostou de seguida no 5x4, mas quem retirou mais dividendos dessa situação foi o Retorta que avolumou o resultado até aos números finais. Dani Sousa, com um hat-trick, esteve em particular destaque na goleada do Retorta. Daniel Vale, Serginho, Tiago “Ninja”, André e Luís marcaram os restantes golos dos forasteiros.
No quarto lugar segue o Sangemil (CAS) que venceu, pela margem mínima, em casa do Águas Santas (3-4). Como demonstram os números, foi uma partida equilibrada, em que o empate talvez fosse o resultado mais justo. O CAS foi a primeira equipa a marcar, mas o Águas Santas conseguiu a reviravolta ainda antes do intervalo (2-1). Na segunda parte, os visitados aumentaram a vantagem (3-1). A faltar cerca de sete minutos para o fim da partida, o CAS apostou no 5x4 e é desta forma que consegue a cambalhota no marcador e conquistar os três pontos.
No BalantunaCem Paus ocorreu o único empate da jornada (2-2). O Balantuna assumiu as rédeas ofensivas da partida desde o apito inicial, enquanto os gaienses apostaram nas rápidas transições ofensivas ou no jogo direto para o pivô. Ao intervalo, registava-se um empate a uma bola. O Balantuna marcou primeiro, o Cem Paus empatou a poucos segundos do fim do primeiro tempo, na cobrança de um livre frontal. Na segunda parte os da casa chegaram cedo às cinco faltas (estavam apenas jogados três minutos), obrigando a uma mudança de estratégia (baixaram linhas). Contudo, a meio da etapa complementar, a equipa de João Lourival voltava a colocar-se em vantagem. O golo do empate do Cem Paus surgiu a dois segundos do soar da buzina, numa altura em que os gaienses jogam de 5x4. Pelo Balantuna marcaram Patrick e Toka.
Finalmente, a Cohaemato recebeu e goleou o Jaca por 7-0. A jornada dezassete fica ainda marcada pelo adiamento da partida que opõe o Lousada ao Fonte Moura.

Não possuí direitos para inserir comentários

Futsal Porto Distrital

Copyright © 2016. All Rights Reserved.