Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Lousada e Balantuna ascendem ao pódio
Lousada e Balantuna venceram as suas respetivas partidas da jornada sete da Divisão D’Elite e ocupam agora, de forma partilhada, o terceiro lugar, beneficiando ainda do empate do Estrelas Vasco da Gama (não vence há duas partidas) e derrota da Cohaemato (terceira derrota consecutiva).

A sétima jornada da Divisão D’Elite não trouxe novidades nos dois primeiros lugares, com Boavista e S. Pedro Fins a manterem as suas caminhas triunfantes. Os axadrezados, líderes isolados, sofreram para vencer o Retorta (5-4), num jogo emotivo e disputado até ao último segundo. Miguel Saraiva (2), Alex, Pincha e Rui Baltar marcaram os golos do triunfo do Boavista.
Mais tranquila foi a vitória alcançada pelo vice-líder, S. Pedro Fins, no terreno da Cohaemato (2-5). André Pessoa, com um bis, Ricardo Santos, César Coelho e André Jesus foram os autores dos tentos do S. Pedro Fins.
Assim, o maior destaque da ronda vai para Lousada e Balantuna, que aproveitaram mais uma semana a perder pontos do Estrelas Vasco da Gama e Cohaemato para ascender – em igualdade pontual – ao pódio. A jogar em casa, o Lousada ‘esmagou’ o Sangemil (CAS) com uma vitória expressiva (9-1). Contudo, tratou-se de uma partida com duas partes bem distintas. Primeira parte equilibrada, com algum ascendente do Lousada, mas com o CAS sempre a procurar, em contra-ataque, criar situações de golo. A equipa da casa entrou forte e chegou à vantagem, mas o CAS respondeu e chegou ao 1-1. O Lousada manteve-se por cima e, até ao intervalo, apesar das oportunidades desperdiçadas, conseguiu uma vantagem de 3-1. Na segunda metade tudo foi diferente. O Lousada voltou a entrar forte, mas desta feita foi muito mais eficaz, tendo rapidamente chegado aos 5-1. A partir desse momento, o CAS apostou no 5x4, mas foi o adversário a rentabilizar melhor essa situação e a fazer mais quatro golos. Afonsinho (2), Sokota (2), João Mota (2), Bruno Sousa, Carlitos e Hugo marcaram para o Lousada. Vitória inteiramente justa, mas demasiado pesada para o Sangemil que, tendo qualidade para fazer melhor, teve um dia mau.
Já o Balantuna venceu, também em casa, a Académica de Leça por 4-2, num jogo em que os leceiros apostaram, em boa parte do tempo, no guarda-redes avançado. A primeira parte foi repartida, com o Balantuna a ir para o intervalo em vantagem (2-0), e os forasteiros a não conseguirem materializar em golos as oportunidades criadas. A segunda parte praticamente inicia-se com o terceiro do Balantuna. A Académica de Leça acusou o 3-0 e os anfitriões aproveitaram para fazer o 4-0 e praticamente sentenciar o vencedor do encontro. Nos últimos minutos, os leceiros ainda tiveram forças para nova reação, mas o máximo que conseguiram foi reduzir para 4-2. Vitória justa. Diogo, com um ‘hat-trick’ e Petita fizeram os golos dos da casa.
Como referido anteriormente, também o Estrelas Vasco da Gama voltou a marcar passo na luta pelos primeiros lugares ao empatar em casa do Águas Santas (3-3). Uma boa partida de futsal e emotiva. Na primeira parte esteve melhor o Águas Santas, indo para o intervalo a vencer por 2-0. Na segunda parte, através de um penálti (contestado pelos da casa) os forasteiros reduziram para 2-1. O golo deu ânimo ao Estrelas Vasco da Gama, que conseguiu a igualdade pouco depois. O Águas Santas não baixou os braços e recolocou-se em vantagem (3-2). A formação de Miguel Mota apostou então no 5x4 e é dessa forma que chega a novo empate. Os minutos finais foram emotivos, com as duas equipas a mostrar que queriam ganhar e a jogar em 5x4, mas sem resultados práticos. António, Fabu e Dani marcaram os golos dos da casa.
A atravessar um bom momento está o Jaca, que alcançou a segunda vitória consecutiva. Os gaienses receberam e venceram o Revela Desafios por 7-3. Nuno Lopes esteve em destaque na vitória do Jaca ao completar um ‘hat-trick’. André Sousa (2), Reinaldo e Dany fizeram os restantes. O Jaca entrou praticamente a ganhar, mas os penafidelenses chegaram à igualdade pouco tempo depois. No entanto, o Revela Desafios, que entrou em campo com apenas seis jogadores disponíveis, viu um jogador ser expulso, ficando com apenas cinco disponíveis até final do encontro. O Jaca aproveitou e ao intervalo já vencia por 4-2. Na segunda parte, o Revela Desafios reagiu, reduziu para 4-3, esteve perto de chegar ao empate, mas, numa altura em que já jogava de 5x4, acabou por ver o Jaca ampliar a vantagem até aos 7-3 finais.
Finalmente, o Fonte Moura também acumulou a segunda vitória seguida ao ganhar, em casa, ao Cem Paus (5-4).

Não possuí direitos para inserir comentários

Futsal Porto Distrital

Copyright © 2016. All Rights Reserved.