Votos do utilizador: 3 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Pódio e Campeão só serão definidos na última jornada
A penúltima jornada do Campeonato ainda não definiu quem será o campeão e quem ocupará a terceira posição, já no confronto entre os candidatos terminou empado a dois, e o actual terceiro classificado, Escola DC Gondomar vai folgar na última jornada e tem o GD Baguim do Monte a apenas dois pontos.

O SC Salgueiros perdeu a oportunidade de chegar ao pódio ao perder (4-5) de forma inesperada na receção ao último classificado CRD Santa Cruz que apenas tinha conseguido uma vitória até ao momento.
Escola DC Gondomar fechou o seu campeonato já que folgará na última jornada e manteve as esperanças de ficar na terceira posição depois de vencer (1-5) na deslocação à Casa do FC Porto de Rio Tinto, só que o GD Baguim do Monte manteve a distância de dois pontos para a Escola gondomarense ao vencer (2-1) a JD Gondomar e ultrapassou o SC Salgueiros.
Quem mais subiu na tabela classificativa foi o Gondomar Futsal Clube que subiu duas posições, ao vencer (2-4) na Senhora da Hora na visita ao Alfa Académico Clube, acabando por ultrapassar o seu adversário de jogo e a Casa do FC Porto de Rio Tinto.
No jogo que poderia decidir tudo afinal quase ou nada decidiu mas colocou o Alfenense com a porta escancarada para o título depois de duas épocas a ficarem como vice-campeões.
Foi o segundo jogo entre ASS O Amanhã da Criança e AC Alfenense e ambos terminaram com um empate a duas bolas, os maiatos continuam a não conseguir vencer os valonguenses desde que estas duas equipas se passaram a defrontar desde a época 2014/15. Nestes seis confrontos os valonguenses venceram três deles e houve empate nos outros três.
O JOGO DA JORNADA
Quanto a este jogo estava em causa a liderança ou mesmo o campeonato, caso o Alfenense vencesse, mas aconteceu empate num jogo de reviravoltas.

O Alfenense não podia ter começado melhor ao marcar por intermédio de Luís Silva num lance rápido de contra ataque após um pontapé de canto dos maiatos.
O empate chegou cinco minutos depois na cobrança de um livre direto a punir uma falta cometida por Rui Silva após um mau passe. Carlos Alves, capitão maiato com a bola colocada a doze metros da linha de baliza, aproveitou bem a deficiente barreira de um homem só para desferir um remate rasteiro que só parou no fundo da baliza.
Depois do empate e como lhe competia o Amanhã da Criança era a equipa mais perigosa e tentava chegar à vantagem de qualquer forma e volta a conseguir outra vez de bola parada e outra vez por intermédio do seu capitão e outra vez Rui Silva a fazer a falta e outra vez por causa de uma deficiente barreira e outra vez na zona dos doze metros mas se no primeiro foi descaído para a esquerda este segundo livre foi mais descaído para a direita, no entanto fica o pontapé forte do capitão maiato.
O golo da reviravolta aconteceu perto dos dezanove minutos e até ao intervalo realce para um lance de relativo perigo na baliza maiata.
No reatamento os maiatos estiveram perto de ampliar a vantagem mas o remate de Hélder Pereira esbarrou na barra da baliza valonguense, e foi o mote para o Alfenense assumir o jogo e acercar-se da baliza maiata. A primeira situação foi com Rui Santos na cobrança de um livre descaído na esquerda obrigando Octávio Rodrigues a uma excelente defesa e depois foram remates de longe. O empate surgiu mais ao menos a meio da segunda parte numa jogada perpetrada por dois dos mais esclarecidos jogadores do Alfenense, Luís Soares e Gilberto Pinto, com o primeiro a iniciar a jogada e a fazer o passe para o capitão Daniel Rodrigues bater forte à entrada da área.
Com este golo o Alfenense transferiu para o Amanhã da Criança a preocupação de ter de vencer o jogo e a partir deste golo pouco houve de futsal com os árbitros a sentirem dificuldades a segurar o jogo, com muitas quezílias de parte a parte.
Os maiatos fizeram avançar o seu guarda-redes mas as melhores oportunidades foram dos visitantes, Daniel Rodrigues com a baliza desguarnecida remata da sua intermediária com a bola a sair muito perto da baliza, depois Rui Santos após assistência de Daniel Rodrigues remata ao poste. Seguiu-se o assédio dos maiatos à baliza contrária mas os remates não iam em direcção à baliza. Já com quase vinte e cinco minutos de jogo nesta segunda parte dá-se o caso do jogo, pelas imagens é visível que Rui Santos joga a bola com o braço e o árbitro Daniel Santos do lado oposto ao lance assinala a falta que daria um livre direto da marca dez metros, só que o segundo árbitro Sérgio Silva anulou a decisão do árbitro e prosseguiu o jogo com bola ao solo para estupefacção de todos. Uma decisão que teve interferência no jogo apesar de não ser certo que o livre direto fosse finalizado, no entanto os maiatos podem-se queixar desta decisão do segundo árbitro.
Numa segunda parte que teve apenas um tempo técnico, mas que esteve muitas vezes interrompida a mesma durou trinta minutos e depois do lance anterior o Amanhã da Criança continuou a jogar com o guarda-redes avançado e houve uma oportunidade para cada lado, Daniel Rodrigues volta a falhar por pouco a baliza deserta e mesmo a finalizar na mesma jogada o Amanhã da Criança poderia facturar por duas vezes, Octávio Rodrigues na esquerda remata rasteiro para defesa de Joaquim Pereira com a bola a sobrar para Hélder Pereira com este a rematar no interior da área mas teve a oposição de Gilberto Pinto que ofereceu o corpo à bola e esta a ser desviada pela linha de baliza.
FICHA DE JOGO:
JOGO: ASS O Amanhã da Criança Vs AC Alfenense:
Campeonato: Campeonato Distrital 3ª Divisão – 21ª Jornada

Data e Hora: 10/03/2018 pelas 22h00
Local: Pavilhão Municipal de Corim – Águas Santas – Maia
Árbitros: Daniel Santos e Sérgio Silva
Resultado ao Intervalo: 2-1
Resultado Final: 2-2
Marcha do marcador: 0-1; 2-1 e 2-2.

ASS O Amanhã da Criança:
[1]
José Oliveira (gr); [12] Octávio Rodrigues (gr); [3] Hélder Pereira; [4] Jorge Batista; [6] Carlos Alves (c); [7] Carlos Faria; [8] Nelson Barros; [9] Augusto Ferreira; [10] Rui Coelho; [11] Luís Ferreira; [13] César Monteiro e [15] Hélder Nunes.

Marcadores: [1-1] Carlos Alves (7´01’’) e [2-1] João Pinto (18’56’’).
Delegados: Paulo Silva e Américo Barros.

AC Alfenense:
[1]
Luís Silva (gr); [22] Joaquim Pereira (gr); [6] Pedro Freitas; [7] Diogo Vieira; [8] Rui Correia Silva; [9] Daniel Rodrigues (c); [10] Luís Silva; [12] Bruno Costa; [19] Rui Braga Silva; [20] Gilberto Pinto; [21] José Oliveira e [23] Rui Fernandes.

Marcadores: [0-1] Luís Silva (1’11’’) e [2-2] Daniel Rodrigues (38’18’’);
Delegados: Fernando Madureira e António Silva.

RESUMO DO JOGO:


A ÚLTIMA JORNADA - 22ª Jornada
Quanto à última jornada o Alfenense recebe a Casa do FC Porto de Rio Tinto na primeira mão vendeu cara a derrota (2-3) e só a vitória interessa para depender de si para ser campeão, já o ASS O Amanhã da Criança visita a JD Gondomar que na primeira volta também sentiu dificuldades em vencer (2-1), para os maiatos se sagrarem campeões terão de fazer melhor que o AC Alfenense, pois o empate servirá caso o Alfenense seja derrotado em casa.

Na luta pela terceira posição estará o Baguim do Monte pois apenas dependem deles para atingirem o pódio e destronarem a Escola DC Gondomar que folga nesta última jornada. Mas para o conseguir terão de vencer na visita ao Gondomar Futsal Clube, coisa que não aconteceu na primeira volta de onde saíram derrotados (1-2).
O máximo que o SC Salgueiros poderá atingir é a quarta posição, mas só se o GD Baguim do Monte perder, para além disso terá de vencer na visita ao Polenenses e estes sabem que seja qual for o resultado manterá a sua sexta posição na tabela classificativa, na primeira volta os salgueiristas venceram (7-4).
Por fim o jogo entre o último classificado CRD Santa Cruz e o nono classificado, Alfa Académico Clube, e no final dos cinquenta minutos poderão ver a sua classificação melhorada em casa de vitória, mas estão dependentes dos outros adversários, pois se venceram (o que não será fácil devido a quem vão defrontar) manterão as posições que ocupam actualmente.

Comentários  

-1 #2 Futsal 16-03-2018 00:12
Boa noite Luís, existe um erro na sua observação, uma pequena confusão, o árbitro (lado dos bancos) do encontro era o árbitro mais jovem e foi esse que assinalou a falta, que foi entretanto após conversa com o segundo árbitro (lado da bancada) anulada e o jogo recomeçou (e bem) com uma bola ao solo, não havendo erro técnico, houve apenas uma decisão que foi revertida.
#1 Luis1976 15-03-2018 23:11
Uma vergonha o que se passou neste Jogo então o primeiro árbitro que está de frente para o lance marca a sexta falta por mão na bola nítida contra o alfenense a faltar poucos minutos para acabar o jogo é o segundo árbitro (estagiário) que está do lado contrário ao lance desautoriza o primeiro árbitro não entendo com que argumento decidindo marcar bola ao ar e anular o respetivo livre de 10 metros...

Não possuí direitos para inserir comentários

Futsal Porto Distrital

Copyright © 2016. All Rights Reserved.