Ainda a agressão colectiva aos jogadores juvenis do SC Arcozelo
A Direcção acabou de nos enviar em formato de comunicado, as declarações que solicitamos sobre os acontecimento no passado sábado que culminaram com cinco atletas a dirigirem-se a uma unidade hospitalar para receber tratamento.

O clube portuense inicia o comunicado dirigindo-se aos atletas e direcção e pais do clube adversário, onde lamentam profundamente o que se passou, classificando de acontecimentos graves e que repudiam qualquer acto de violência e dizem ter sido um acto imprevisível e incontrolável.
No seguimento do comunicado, dizem que desde a existência do futsal no clube, que não são estes acontecimentos que transmitem e tentam formar homens e atletas com educação e civismo e deixam uma crítica velada às entidades presentes no jogo que não conseguiram evitar os acontecimentos que dizem ter durado entre três a quatro minutos.
Posteriormente falam do clube e das pessoas que o dirigem, as regras, a convivência e respeito que impõem no clube apesar de ser um clube onde convivem diversas raça e credos.
Voltando ao acto dizem que por mais prevenção que possam ter, uma acção isolada pode fazer descambar tudo, apesar de ter iniciado por acção de uma pessoa isolada, sentem-se todos culpados e terminam dizendo que assumem todas as responsabilidade e que vão punir internamente os infractores.
Fique com o Comunicado Integral:

COMUNICADO

Após os acontecimentos ocorridos no passado sábado no jogo de juvenis a contar para o Campeonato Distrital 2ª Divisão Série 1 entre a I.D.S.Roque e o S.C. Arcozelo a direcção decidiu emitir o seguinte comunicado.

Ponto 1: Aos atletas, a direcção do S.C. Arcozelo e principalmente aos pais dos atletas que foram transportados ao hospital, dizer que lamentamos profundamente o que aconteceu.

Ponto 2: Classificamos os acontecimentos de graves, e repudiamos toda e qualquer tipo de violência no desporto.

Ponto 3: Dizer que o que aconteceu foi totalmente imprevisível e depois da situação que deu origem a confusão foi totalmente incontrolável.

Ponto 4: Informar que estamos no futsal desde a época de 2009/2010 e tentamos transmitir a todos os atletas valores de educação e civismo que os ajudem a formarem se melhores atletas e melhores homens.

Ponto 5: Referir que tudo aconteceu num espaço de tempo que não excedeu os três a quatro minutos e que poderia perfeitamente ter sido evitada por entidades presentes no jogo.

Ponto 6: A direcção da Iniciação Desportiva Estrelas Bairro S. Roque, é composta por pessoas que sabem viver em sociedade, que trabalham e têm respeito pelas regras, pessoas dignas com princípios e valores bem vincados, trabalhamos desde 2009 para o clube de forma graciosa e não aceitamos de todo o rótulo de arruaceiros ou desordeiros que muitos nos querem colocar, somos um clube de bairro com tudo de bom que isso traz e combatemos com todas as forças tudo de mau, aceitamos no clube atletas de todas as raças religiões ou etneias sem preconceitos ou descriminações, tentando fazer grandes atletas e grandes homens.

Ponto 7: Afirmar que o que aconteceu no passado sábado infelizmente pode acontecer qualquer clube, por mais prevenção que façamos quando um atleta perde a cabeça e reage agredindo o seu colega adversário, tudo que andamos a fazer no futsal parece perdido, contudo nestas situação serão sempre culpados de todos os intervenientes.

Ponto 8: A I.D.S.Roque assume sempre as suas responsabilidades e tomará as devidas acções para punir internamente quem teve uma conduta incorrecta.

Atenciosamente
A Direcção

NOTÍCIA RELACIONADA