Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Cinco portuenses não passaram à segunda fase
Terminada a primeira fase das cinco Taças Nacionais onde quatro delas dão acesso aos respetivos campeonatos nacionais, cinco das doze equipas portuenses que entraram nestas provas ficaram de fora, sendo que no feminino foi uma razia mantendo-se apenas duas equipas em prova das seis que foram competir.

O Sorteio desta segunda fase realiza-se esta segunda pelas 15h00 no Auditório Nº 2 da Cidade do Futebol da Federação Portuguesa de Futebol.
Taça Nacional Sénior Feminina Aconteceu o esperado desde algum tempo, apenas segue em frente as penafidelenses do FC Águias de Santa Marta já que as gondomarenses da Juventus Triana FC ficaram pelo caminho num grupo onde pontificava CD Ourentã e Lusitanos FC Vildemoinhos.
A segunda fase dividirá as equipas em quatro grupo de quatro equipas de acordo com a localização geográfica, sabendo que não poderão calhar na mesma série da equipa que jogou na primeira fase, sabendo-se que cada grupo terá dois primeiros classificados e dois segundos classificados.
Passarão à terceira e última fase as primeiras classificadas de cada grupo e serão estas que subirão ao Campeonato Nacional.
EQUIPAS APURADAS PARA A SEGUNDA FASE:
Série “A”: CDRC Tebosa e Pioneiros de Bragança FC;

Série “B”: FC ÁGUIAS DE SANTA MARTA e Lusitânia FC Lourosa;
Série “C”: CD Ourentã e Lusitanos FC Vildemoinhos;
Série “D”: A. Académica Coimbra – SF e APADS Guarda 2000;
Série “E”: GD Valverde e ADC Lírios Campos PC;
Série “F”: Futsal Feijó – AD Laranjeiro e Feijó e CR Leões de Porto Salvo;
Série “G”: CF “Os Belenenses” e CD Santa Clara;
Série “H”: GD APEL e GDC Machados.

Taça Nacional Júnior Feminino – Foi uma razia, apenas Escola DC Gondomar conseguiu manter-se em prova, de referir que nesta competição, não entrou o Barranha SC, as campeãs da AF Porto, no entanto as vice-campeãs Póvoa Futsal C, as terceiras classificadas AD Modicus Sandim e AR Restauradores do Brás Oleiro que terminara o campeonato na sétima posição, ficaram todas pelo caminho.
Nesta competição caso não haja novidades, os grupos nesta segunda fase estão praticamente definidos, sendo que apenas nesta segunda fase haverá dois grupos de quatro equipas. Passam à terceira e última fase os dois primeiros classificados de cada Grupo.
EQUIPAS APURADAS PARA A SEGUNDA FASE:
Série “A”: GCR Nun’Alvares e Santa Luzia FC;

Série “B”: FC Vermoim e ESCOLA DC GONDOMAR;
Série “C”: Sporting CP e CR Golpilheira;
Série “D”: SL Benfica e CS Marítimo;

Taça Nacional Júnior “A” Masculino – Os dois clubes da AF Porto que participaram, seguem em frente CD Aves como segundo classificado na Série “B” e JD Gaia com primeiro classificado da Série C.
Na segunda fase as dezasseis equipas apuradas serão divididas em quatro grupos dois a norte e dois a sul, e seguirão para a terceira e última fase os primeiros classificados de cada grupos e estes subirão ao campeonato Nacional.
EQUIPAS APURADAS PARA A SEGUNDA FASE:
Série “A”: ADC Nogueiró e Tenões e CA Mogadouro;

Série “B”: A. Santo Tirso Futsal e CD AVES;
Série “C”: JD GAIA e ABC Nelas;
Série “D”: Futsal C. Azeméis By Noxae e UPC Chelo;
Série “E”: CCRD Burinhosa e UD Concelho Sousel;
Série “F”: FC S. Francisco e AMSAC;
Série “G”: Oficinas S. José – AE e GDCP Livramento;
Série “H”: Portimonense SC e CD Escola Francisco Franco;

Taça Nacional Júnior “B” Masculino – A única equipa portuense do género masculino que não seguiu em frente foi neste escalão e foi o CCD Ordem na Série “B”, já os campeões distritais cumpriram e estão na segunda fase.
Na segunda fase os doze clubes serão divididos em três grupos onde cada grupo terá dois primeiros classificados e que não poderão jogar com equipas que defrontaram na primeira fase.
Passam diretamente à quarta e última fase os primeiros classificados de cada série, o melhor segundo classificado das três séries irá disputar uma terceira fase com os representantes das regiões autónomas dos Açores e Madeira numa pool concentrada que jogarão num sistema de todos contra todos e o vencedor seguirá para a quarta fase. Quem chegar à quarta fase sobe ao Campeonato Nacional.
EQUIPAS APURADAS PARA A SEGUNDA FASE:
Série “A”: PÓVOA FUTSAL C. E FC Piratas de Creixomil;

Série “B”: AD Jorge Antunes e PARC Pindelo;
Série “C”: Casa do Povo – CCD Miranda do Corvo e GD Mata;
Série “D”: AA Johnson Semedo e GR Amigos da Paz;
Série “E”: UD Castromarinense e CR Piedense;
Série “F”: AM Bairro Novo / Play e C. Futsal Oeiras;

Taça Nacional Júnior “C” – Os dois representantes  portuenses ADCR Caxinas e AM Granja seguem em frente como primeiros classificados das suas séries.
Na segunda fase os doze clubes serão divididos em três grupos onde cada grupo terá dois primeiros classificados e que não poderão jogar com equipas que defrontaram na primeira fase.
Passam diretamente à quarta e última fase os primeiros classificados de cada série, o melhor segundo classificado das três séries irá disputar uma terceira fase com os representantes das regiões autónomas dos Açores e Madeira numa pool concentrada que jogarão num sistema de todos contra todos e o vencedor seguirá para a quarta fase. (Texto alterado a 04/05/2018)
EQUIPAS APURADAS PARA A SEGUNDA FASE:
Série “A”: ADCR CAXINAS e AEF Johnson Januário;

Série “B”: AM GRANJA e AD Colégio Caldinhas;
Série “C”: CS S. João Urgicentro-Sanfil e CC Barrô;
Série “D”: Sporting CP e Núcleo Sportinguista de Condeixa;
Série “E”: SL Benfica e CD Cova da Piedade;
Série “F”: AM Bairro Novo / Play e Sonâmbulos FLA;