Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Modicus mereceu a vitória e a passagem à meia-final
Num jogo onde a primeira parte foi equilibrada o Modicus adiantou-se no marcador por Fábio Lima num remate possante e cruzado, pouco passava do minuto do jogo, quando já todos pensavam ir para o intervalo com este resultado uma entrega de bola de Usler Shaefer ao adversário Joel Queirós, este agradeceu a oferta e endossou para Pedrinho que conseguiu fazer passar a bola por Vítor Hugo e colocava os gaienses com uma boa vantagem a quatro segundos do intervalo.

A equipa de Paulo Tavares reagiu com uma entrada pressionante e com um minuto e trinta segundos da segunda parte consegue reduzir por intermédio de Cássio Coelho que com uma excelente rotação bate pela primeira vez Rui Pedro.
Este golo poderia dar alguma intranquilidade aos gaienses, no entanto os jogadores bracarenses faziam três faltas em pouco menos de três minutos e nesta terceira falta muito perto da sua área. Na sequência da falta Joel Queirós endossa para Coelho que muito perto da marca dos dez metros remata rasteiro e a bola a passar por entre as pernas de Vítor Hugo.
E se a coisa tinha ficado escura de novo, pouco depois ficou ainda mais negra com Uesler a carregar Coelho dentro da área de rigor e a consequente grande penalidade, Fábio Lima chamado a converter, não enjeita de ampliar a sua conta pessoal e da equipa que passava para uma vantagem de um para três golos em pouco mais de três minutos.

Com o Braga a tentar reagir para reduzir a desvantagem o Modicus geria o jogo, defendendo e dando a iniciativa ao adversário e estes conseguem reduzir por Ruan Silvestre à boca da baliza a pouco mais de catorze minutos para o fim do jogo.
Só que com a passagem do minuto sete do segundo tempo o Braga ficava coberto de faltas e teve de abrandar a pressão sobre o portador da bola, embora continuasse a jogar com as linhas subidas, a cinco minutos dos quarenta Paulo Tavares passou a usar Uesler Shaefer como guarda-redes avançado e pouco depois Ricardo Ferreira pediu tempo técnico para colocar estabilidade defensiva e contrariar o cinco para quatro dos bracarenses. Trinta segundos depois do reatamento do jogo os bracarenses perdem a bola na área gaiense e Rui Pedro de baliza a baliza colocava um ponto final no jogo quando faltavam cerca de dois minutos para terminar o encontro.

O jogo só não ficou fechado porque Fábio Lima não quis terminar o encontro sem fazer o seu terceiro golo, ao interceptar a bola a cerca de trinta metros da baliza contrária e de primeira a fechar o resultado e a carimbar em definitivo a passagem para as meias-finais.
Meias-finais que vai entrar o GD Fabril Auto Kuatros que venceu o SC Farense.
Paulo Tavares lamentou os erros da sua equipa e considerou que o Modicus mereceu a vitória por ter sido a melhor em campo, deixando um recado para o futuro onde garante que o Braga/AAUM será mais forte na próxima época, por parte do Modicus, o Treinador António Fonseca, deu razão ao seu homologo bracarem-se e considerou que foram superiores em grande parte do jogo, e uma das vantagens do jogo de hoje foi o aspecto defensivo onde estiveram bastante melhor em relação a jogos anterior entre estas duas equipas. Relativamente à meia final sabe que só chegarão à Final se respeitarem o adversário e encararem o jogo como encararam com o Braga, teoricamente são favoritos para chegar à final.
FOTOS: ZÉ PAULO SILVA (DR)

FICHA DE JOGO:
Jogo: SC Braga/AAUM Vs AD Modicus Glassdrive

Local: Multiusos de Gondomar
Resultado ao Intervalo: 0-2
Resultado Final: 2-6
Marcha do Marcador: 0-2; 1-2; 1-4; 2-4 e 2-6
Horário: 11h30 (10/05/2018)
SC BRAGA:
Cinco Inicial: [16] Vítor Hugo (gr); [4] André Machado (c); [6] Uesler Shaefer; [9] Nilson e [20] Cássio Coelho.

Substitutos: [1] Xot (gr); [7] Ruan Silvestre; [8] Jonas; [11] Ludgero; [12] Alex; [14] Rui Silva; [19] Tiago Fernandes; [29] Marinho e [32] João Abreu.
Treinador: Paulo Tavares
Marcadores: 1-2 Cássio Coelho (21’30’’); 2-4 Ruan Silvestre (26’50’’).

AD MODICUS GLASSDRIVE:
Cinco Inicial: [1] Rui Pedro (gr); [6] Coelho; [7] Gabri (c); [9] Fábio Lima e [25] Joel Queirós.

Substitutos: [3] Tasaka (gr]; [4] Paulinho; [10] Óscar; [12] Tiago Soares; [13] Pedrinho; [14] Vítor; [16] Trapa (gr); [20] Miguel e [23] Benny.
Treinador: António Fonseca
Treinador Adjunto: Ricardo Ferreira
Marcadores: 0-1 Fábio Lima (1’09’’); 0-2 Pedrinho (19’56’’); 1-3 Coelho (22’49’’); 1-4 Fábio Lima (23’23’’); 2-5 Rui Pedro (37’52’’) e 2-6 Fábio Lima (38’08’’).

Equipa de Arbitragem
Árbitro: Pedro Pereira (AF Aveiro)

2º Árbitro: Alfredo Andrade (AF Aveiro)
3º Árbitro: Mário Silva (AF Viana do Castelo)
Cronometrista: Bruno Araújo (AF Viana do Castelo)


RESTANTES ENCONTROS DOS QUARTOS DE FINAL:
* SF FARENSE Vs GD FABRIL/AUTO KUATRUS:
* AD FUNDÃO Vs SPORTING CP:
* SL BENFICA Vs CCRD BURINHOSA:

Não possuí direitos para inserir comentários

Futsal Porto Distrital

Copyright © 2016. All Rights Reserved.