Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Artigo de Opinião de José Pedro Moreira
Antes de mais, começo com uma pequena apresentação sobre quem sou e como vim parar ao entusiasmante mundo do Futsal.

Licenciei-me em Psicologia e sempre tive uma paixão por modalidades coletivas. Na altura do término da minha licenciatura, os mestrados em psicologia desportiva eram escassos. Comecei então a fazer formações na área da recuperação física e desportiva, eletroterapia, crioterapia, termoterapia, cinesioterapia, etc. As várias formações assim como o senso comum, tornaram claro que a performance do atleta está tão diretamente ligada ao seu bem-estar físico e psicológico como às condições de trabalho, tanto técnicas como táticas.
Com o passar dos anos e o acumular de experiência nesta área, fui verificando a existência de várias lacunas que limitavam a recuperação física e psicológica dos atletas, tanto ao nível dos profissionais em questão quanto a nível de infraestruturas existentes e disponibilizadas aos clubes. Sendo Portugal um país com tantas conquistas a nível desportivo, é de bradar aos céus que tão pouco se invista nesta área de vital importância para a prática saudável de desporto.
Da mesma forma que quando as três equipas participantes nos jogos, se apresentam nos pavilhões para começarem a demonstrar o fruto do seu trabalho, lhes é disponibilizado um balneário a cada uma, também para aos fisioterapeutas e recuperadores físicos, deveria estar acessível um local apropriado para os mesmos poderem executar o seu trabalho nas devidas condições. Os vários profissionais com que me tenho cruzado sentem estas mesmas dificuldades, sendo constantemente obrigados a improvisar e a zelar pelo bem-estar de toda uma equipa, sem o mínimo de condições.
Deveria ser obrigatório e uma luta por parte das associações envolvidas na organização dos campeonatos e eventos desportivos, que todos os pavilhões tivessem um gabinete de enfermaria aberto, equipado e acessível aos terapeutas de recuperação física, para os mesmos poderem efetuar o devido acompanhamento às três equipas envolvidas.
Proponho-me colaborar regularmente com o site, através de artigos de opinião sobre a recuperação física, tanto ao nível de tratamentos quanto ao nível de diagnóstico, expondo e procurando explicar, quais as principais características e métodos envolvidos.
Estou recetivo a escrever sobre uma lesão ou tratamento especifico, caso haja curiosidade por parte de algum leitor, bastando para isso que me enviem um e-mail com essa sugestão.
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Para começar, vou deixar aqui o que eu acho essencial que exista num saco de massagista, para poder tentar fazer face a alguns dos diversos acontecimentos que podem decorrer da atividade desportiva.

* Anti-inflamatórios – Ananase, Voltarem pastilhas, (por exemplo)
* Anti-diarreicos – Imodium Rapid
* Gel aquecimento
* Voltaren amulgel
* Saco de gelo
* Vaselina
* Água oxigenada 10Vol. 250ml
* Ligadura Nylastic 8cm x 4,5m (várias)
* Soro fisiológico 60ml
* Tiritas Sensitive - 20 unidades (Vários tamanhos)
* Omnistrip Tiras sutura 6mm x 76mm
* Cotonetes 50 unidades
* Leukoplast Adesivo 1,25cm x 5m
* Tape
* Spray Frio
* Tesoura

Em caso de lesões ou dúvidas, deve sempre consultar um profissional da área de recuperação física.

Não possuí direitos para inserir comentários

Futsal Porto Distrital

Copyright © 2016. All Rights Reserved.