Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Artigo de Opinião por Óscar Rosas
O Futsal português não está bem. Parece-me uma evidência. As causas serão muitas. Realço apenas uma das que me parece a mais importante: o dirigismo desportivo.

Os dirigentes dos clubes, de uma forma geral, perpetuam-se no poder. Não debatem o clube nem a modalidade.

Mas há agentes no futsal que não se acomodam e lutam. É o caso de do grupo de treinadores de futsal (onde se destacam os nomes de Fernando Parente e Jorge Santos) que estão a organizar uma reunião para o dia 8 de Dezembro em Gondomar, onde, entre vários tópicos em discussão, saliento o da pretensão de criar uma Associação Nacional de Clubes de Futsal e uma Associação Nacional de Treinadores de Futsal.
Apesar de não poder estar presente estão de acordo com o espírito da reunião.
O que nos move é um desejo de mudança.
Sentimo-nos desiludidos e descrentes com o presente que o destino nos reserva.
Este não é o futsal que aprendi a amar.
Agradeço o esforço relativo à organização, dinamização e divulgação que estão a por nesse movimento e desejo as maiores felicidades e votos do maior sucesso.
Quanto a vós, amigos treinadores que vão estar presentes, espero que debatam os tópicos em cima da mesa e que, sem precipitações, tomem decisões.
Estou convosco.

Não possuí direitos para inserir comentários

Futsal Porto Distrital

Copyright © 2016. All Rights Reserved.